Untitled Document
DESTAQUES
Página Inicial  
Gestão Ambiental  
Programas e Resultados  
Notícias dos Programas  
Notícias  
Galeria de Imagens  
Videos  
ESGA TV  
Portfólio  
 
Clipping  
Intranet  
   
O EMPREENDIMENTO
 
 
   
CONTATO
Fale Conosco  
   
CADASTRE-SE
Receba as novidades da BR-101 Sul no seu email.

 
 
 
 

Clipagem de notícias em 05 a 08 de janeiro de 2018

08/01/2018 - Jornais impressos e sites (noticiosos, de rádios, TVs, órgão públicos e demais) de SC e RS

 
Jornal Nortesul (Passo de Torres/SC) 
07/01/2018 - domingo
BR-101
 
Acréscimo na quantidade de veículos aumenta cuidados na BR-101 Sul/SC
 
Quem trafega pela BR-101 Sul deve atentar para os limites de velocidade e, também, para a distância de segurança entre veículos.
A quantidade de veículos em circulação pela BR-101 Sul catarinense vem recebendo acréscimo nas últimas duas semanas, seguindo a média histórica para a rodovia federal durante as festas de final de ano. Na temporada de Verão, o fluxo nas pistas duplicadas cresce até 50% no tráfego de longo curso, reduzindo o espaço para movimentação na plataforma e requerendo maior atenção dos motoristas. Com mais carros e caminhões em circulação há menos intervalo para manobras de ultrapassagens, conversões, retornos ou entradas no trânsito.
O volume maior de tráfego vai continuar até o final da temporada, no mês de março, com picos em datas festivas, como o Carnaval. Assim, quem trafega pela BR-101 Sul deve atentar para os limites de velocidade e, também, para a distância de segurança entre veículos.
Nos trechos duplicados da BR-101 Sul em Santa Catarina, a velocidade máxima permitida é de 110 km/h para veículos de pequeno porte e 90 km/h para veículos maiores. No Rio Grande do Sul, com a duplicação das pistas finalizadas, o limite de velocidade é menor, fixado em 100 km/h para veículos pequenos e 80 km/h para veículos pesados. Nas travessias urbanas gaúchas o limite de velocidade é de 80 km/h, independentemente do tamanho do veículo. Já nas travessias urbanas catarinenses, o limite de velocidade não sofre alteração.
Segundo o artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os motoristas precisam guardar distância de segurança lateral e frontal, ao bordo da pista, considerando-se a velocidade e as condições climáticas. Sem a manutenção da distância de segurança, aumenta a possibilidade de colisões traseiras, em caso de redução de velocidade ou parada brusca do veículo que segue na frente. O texto não apresenta metragem especifica para distanciamento entre os usuários em tráfego, porém, a recomendação do DNIT/SC é que a separação deve ser de, no mínimo, 20 metros.
Segmentos de pistas nos postos da PRF têm a velocidade limite em dois estágios, sendo reduzida para 90 km/h, num espaço de desaceleração, e passando a ser de 60 km/h na área próxima à entrada e saída de viaturas. Outros segmentos em que há redução de velocidade estão situados entre o km 257 ao km 260, da entrada do túnel do Morro Agudo a ponte sobre o rio Cova Triste, em Paulo Lopes, entre o km 337 ao km 339, na Transposição do Morro do Formigão, em Tubarão e entre o km 66 ao km 68, em Maquiné, no Morro Alto. Nesses segmentos, a velocidade limite é de 80 km/h.
 
Portal Engeplus (Criciúma/SC) 
06/01/2018 – sábado
Trânsito 
 
Acréscimo na quantidade de veículos aumenta cuidados na BR-101
 
A quantidade de veículos em circulação pela BR-101 Sul catarinense vem recebendo acréscimo nas últimas duas semanas, seguindo a média histórica para a rodovia federal durante as festas de final de ano. Na temporada de Verão, o fluxo nas pistas duplicadas cresce até 50% no tráfego de longo curso, reduzindo o espaço para movimentação na plataforma e requerendo maior atenção dos motoristas. Com mais carros e caminhões em circulação há menos intervalo para manobras de ultrapassagens, conversões, retornos ou entradas no trânsito.
O volume maior de tráfego vai continuar até o final da temporada, no mês de março, com picos em datas festivas, como Natal, Ano Novo e Carnaval. Assim, quem trafega pela BR-101 Sul deve atentar para os limites de velocidade e, também, para a distância de segurança entre veículos.
Nos trechos duplicados da BR-101 Sul em Santa Catarina, a velocidade máxima permitida é de 110 km/h para veículos de pequeno porte e 90 km/h para veículos maiores. No Rio Grande do Sul, com a duplicação das pistas finalizadas, o limite de velocidade é menor, fixado em 100 km/h para veículos pequenos e 80 km/h para veículos pesados. Nas travessias urbanas gaúchas o limite de velocidade é de 80 km/h, independentemente do tamanho do veículo. Já nas travessias urbanas catarinenses, o limite de velocidade não sofre alteração.
Segundo o artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os motoristas precisam guardar distância de segurança lateral e frontal, ao bordo da pista, considerando-se a velocidade e as condições climáticas. Sem a manutenção da distância de segurança, aumenta a possibilidade de colisões traseiras, em caso de redução de velocidade ou parada brusca do veículo que segue na frente. O texto não apresenta metragem especifica para distanciamento entre os usuários em tráfego, porém, a recomendação do DNIT/SC é que a separação deve ser de, no mínimo, 20 metros.
Fique atento para a redução de velocidade entre as pistas de tráfego em longo curso e o acesso às vias laterais. Nas ruas que margeiam a BR-101 Sul o limite máximo de velocidade está fixado entre 40 km/h a 60 km/h. Nessas vias, os motoristas devem ter atenção redobrada quanto ao fluxo local de veículos e a circulação de pedestres.
Segmentos de pistas nos postos da PRF têm a velocidade limite em dois estágios, sendo reduzida para 90 km/h, num espaço de desaceleração, e passando a ser de 60 km/h na área próxima à entrada e saída de viaturas. Outros segmentos em que há redução de velocidade estão situados entre o km 257 ao km 260, da entrada do túnel do Morro Agudo a ponte sobre o rio Cova Triste, em Paulo Lopes, entre o km 337 ao km 339, na Transposição do Morro do Formigão, em Tubarão e entre o km 66 ao km 68, em Maquiné, no Morro Alto. Nesses segmentos, a velocidade limite é de 80 km/h.
 
Portal Sul in Foco (Lauro Müller/SC) 
07/01/2018 – domingo
Trânsito 
 
Acréscimo na quantidade de veículos aumenta cuidados na BR-101
 
Com mais carros e caminhões em circulação há menos intervalo para manobras de ultrapassagens, conversões, retornos ou entradas no trânsito
 
A quantidade de veículos em circulação pela BR-101 Sul catarinense vem recebendo acréscimo nas últimas duas semanas, seguindo a média histórica para a rodovia federal durante as festas de final de ano. Na temporada de Verão, o fluxo nas pistas duplicadas cresce até 50% no tráfego de longo curso, reduzindo o espaço para movimentação na plataforma e requerendo maior atenção dos motoristas. Com mais carros e caminhões em circulação há menos intervalo para manobras de ultrapassagens, conversões, retornos ou entradas no trânsito.
O volume maior de tráfego vai continuar até o final da temporada, no mês de março, com picos em datas festivas, como Natal, Ano Novo e Carnaval. Assim, quem trafega pela BR-101 Sul deve atentar para os limites de velocidade e, também, para a distância de segurança entre veículos.
Nos trechos duplicados da BR-101 Sul em Santa Catarina, a velocidade máxima permitida é de 110 km/h para veículos de pequeno porte e 90 km/h para veículos maiores. No Rio Grande do Sul, com a duplicação das pistas finalizadas, o limite de velocidade é menor, fixado em 100 km/h para veículos pequenos e 80 km/h para veículos pesados. Nas travessias urbanas gaúchas o limite de velocidade é de 80 km/h, independentemente do tamanho do veículo. Já nas travessias urbanas catarinenses, o limite de velocidade não sofre alteração.
Segundo o artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os motoristas precisam guardar distância de segurança lateral e frontal, ao bordo da pista, considerando-se a velocidade e as condições climáticas. Sem a manutenção da distância de segurança, aumenta a possibilidade de colisões traseiras, em caso de redução de velocidade ou parada brusca do veículo que segue na frente. O texto não apresenta metragem especifica para distanciamento entre os usuários em tráfego, porém, a recomendação do DNIT/SC é que a separação deve ser de, no mínimo, 20 metros.
Fique atento para a redução de velocidade entre as pistas de tráfego em longo curso e o acesso às vias laterais. Nas ruas que margeiam a BR-101 Sul o limite máximo de velocidade está fixado entre 40 km/h a 60 km/h. Nessas vias, os motoristas devem ter atenção redobrada quanto ao fluxo local de veículos e a circulação de pedestres.
Segmentos de pistas nos postos da PRF têm a velocidade limite em dois estágios, sendo reduzida para 90 km/h, num espaço de desaceleração, e passando a ser de 60 km/h na área próxima à entrada e saída de viaturas. Outros segmentos em que há redução de velocidade estão situados entre o km 257 ao km 260, da entrada do túnel do Morro Agudo a ponte sobre o rio Cova Triste, em Paulo Lopes, entre o km 337 ao km 339, na Transposição do Morro do Formigão, em Tubarão e entre o km 66 ao km 68, em Maquiné, no Morro Alto. Nesses segmentos, a velocidade limite é de 80 km/h.
 
Portal Destaque Sul (Orleans/SC) 
07/01/2018 – domingo
BR-101
 
Aumento no fluxo de veículos exige mais atenção na BR-101
 
A quantidade de veículos em circulação pela BR-101 Sul vem recebendo acréscimo nas últimas duas semanas, seguindo a média histórica para a rodovia federal durante as festas de fim de ano. Na temporada de verão, o fluxo nas pistas duplicadas cresce até 50% no tráfego de longo curso, reduzindo o espaço para movimentação entre as pistas e requerendo maior atenção dos motoristas. Com mais carros e caminhões em circulação há menos intervalo para manobras de ultrapassagens, conversões, retornos ou entradas no trânsito.
O volume maior de tráfego vai continuar até o fim da temporada, em março, com picos em datas festivas, como Natal, Ano Novo e Carnaval. Assim, quem trafega pela BR-101 Sul deve atentar para os limites de velocidade e, também, para a distância de segurança entre veículos.
Nos trechos duplicados da BR-101 Sul em Santa Catarina, a velocidade máxima permitida é de 110 km/h para automóveis e 90 km/h para veículos maiores. No Rio Grande do Sul, com a duplicação das pistas finalizadas, o limite de velocidade é menor, fixado em 100 km/h para veículos pequenos e 80 km/h para os pesados. Nas travessias urbanas gaúchas o limite de velocidade é de 80 km/h para todos. Já nas travessias urbanas catarinenses, o limite de velocidade não sofre alteração.
Segundo o artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os motoristas precisam guardar distância de segurança lateral e frontal, ao bordo da pista, considerando-se a velocidade e as condições climáticas. Sem isso, aumenta a possibilidade de colisões traseiras, em caso de redução de velocidade ou parada brusca do veículo que segue na frente. O texto não apresenta metragem especifica para distanciamento, porém, a recomendação do Dnit/SC é que a separação deve ser de, no mínimo, 20 metros.
Os condutores também precisam estar atentos à redução de velocidade entre as pistas de tráfego em longo curso e o acesso às vias laterais. Nas ruas que margeiam a BR-101 Sul o limite máximo de velocidade está fixado entre 40 km/h e 60 km/h.
Segmentos de pistas nos postos da PRF têm a velocidade limite em dois estágios, sendo reduzida para 90 km/h, num espaço de desaceleração, e passando a ser de 60 km/h na área próxima à entrada e saída de viaturas. Outros segmentos em que há redução de velocidade estão situados entre o km 257 ao km 260, da entrada do túnel do Morro Agudo a ponte sobre o rio Cova Triste, em Paulo Lopes, entre o km 337 ao km 339, na Transposição do Morro do Formigão, em Tubarão e entre o km 66 ao km 68, em Maquiné, no Morro Alto. Nesses locais, a velocidade limite é de 80 km/h.
 
Jornal Diário do Sul (Tubarão/SC) 
08/01/2018 – segunda-feira
BR-101
 
Fluxo de veículos é 50% maior na BR-101
 
A quantidade de veículos em circulação pela BR-101 Sul vem recebendo acréscimo nas últimas duas semanas, seguindo a média histórica para a rodovia federal durante as festas de final de ano. Na temporada de verão, o fluxo nas pistas duplicadas cresce até 50% no tráfego de longo curso, reduzindo o espaço para a movimentação na plataforma, e requerendo maior atenção dos motoristas. Com mais carros e caminhões em circulação, há menos intervalo para manobras de ultrapassagens, conversões, retornos ou entradas no trânsito.
O volume maior de tráfego vai continuar até o final da temporada, no mês de março, com picos em datas festivas, como o Carnaval. Assim, quem trafega pela BR-101 deve atentar para os limites de velocidade e, também, para a distância de segurança entre veículos.
Nos trechos duplicados, a velocidade máxima permitida é de 110 km/h para veículos de pequeno porte e 90 km/h para veículos maiores. No Rio Grande do Sul, com a duplicação das pistas finalizadas, o limite de velocidade é menor, fixado em 100 km/h para veículos pequenos e 80 km/h para veículos pesados. Nas travessias urbanas gaúchas, o limite de velocidade é de 80 km/h, independentemente do tamanho do veículo. Já nas travessias urbanas catarinenses, o limite de velocidade não sofre alteração.
 
Segurança nas estradas
Segundo o artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os motoristas precisam guardar distância de segurança lateral e frontal, a bordo da pista, considerando-se a velocidade e as condições climáticas. Sem a manutenção da distância de segurança, aumenta a possibilidade de colisões traseiras, em caso de redução de velocidade ou parada brusca do veículo que segue na frente. O texto não apresenta metragem específica para distanciamento entre os usuários em tráfego, porém a recomendação do Dnit é que a separação deve ser de, no mínimo, 20 metros.
Fique atento à redução de velocidade entre as pistas de tráfego em longo curso e o acesso às vias laterais. Nas ruas que margeiam a BR-101 Sul, o limite máximo de velocidade está fixado entre 40 km/h e 60 km/h. Nessas vias, os motoristas devem ter atenção redobrada quanto ao fluxo local de veículos e à circulação de pedestres.
 
Rádio Stylo FM 102.1 (Braço do Norte/SC) 
08/01/2018 – segunda-feira
Notícias 
 
BR-101: fluxo de veículos é 50% maior
 
A quantidade de veículos em circulação pela BR-101 Sul vem recebendo acréscimo nas últimas duas semanas, seguindo a média histórica para a rodovia federal durante as festas de final de ano. Na temporada de verão, o fluxo nas pistas duplicadas cresce até 50% no tráfego de longo curso, reduzindo o espaço para a movimentação na plataforma, e requerendo maior atenção dos motoristas. Com mais carros e caminhões em circulação, há menos intervalo para manobras de ultrapassagens, conversões, retornos ou entradas no trânsito.
O volume maior de tráfego vai continuar até o final da temporada, no mês de março, com picos em datas festivas, como o Carnaval. Assim, quem trafega pela BR-101 deve atentar para os limites de velocidade e, também, para a distância de segurança entre veículos.
Nos trechos duplicados, a velocidade máxima permitida é de 110 km/h para veículos de pequeno porte e 90 km/h para veículos maiores. No Rio Grande do Sul, com a duplicação das pistas finalizadas, o limite de velocidade é menor, fixado em 100 km/h para veículos pequenos e 80 km/h para veículos pesados. Nas travessias urbanas gaúchas, o limite de velocidade é de 80 km/h, independentemente do tamanho do veículo. Já nas travessias urbanas catarinenses, o limite de velocidade não sofre alteração.
 
Segurança nas estradas
Segundo o artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os motoristas precisam guardar distância de segurança lateral e frontal, a bordo da pista, considerando-se a velocidade e as condições climáticas. Sem a manutenção da distância de segurança, aumenta a possibilidade de colisões traseiras, em caso de redução de velocidade ou parada brusca do veículo que segue na frente. O texto não apresenta metragem específica para distanciamento entre os usuários em tráfego, porém a recomendação do Dnit é que a separação deve ser de, no mínimo, 20 metros.
Fique atento à redução de velocidade entre as pistas de tráfego em longo curso e o acesso às vias laterais. Nas ruas que margeiam a BR-101 Sul, o limite máximo de velocidade está fixado entre 40 km/h e 60 km/h. Nessas vias, os motoristas devem ter atenção redobrada quanto ao fluxo local de veículos e à circulação de pedestres.
 
 

 

 

Voltar para Todos os Clippings
menu_esquerdo
LAGUNA/SC
TUBARÃO/SC
PALHOÇA/SC
COMPARTILHE

Acesse a ESGA TV

 
 
 
EVENTOS AO VIVO

 

Todos os Direitos Reservados | 101sul.com.br | CONCREMAT - TECNOSOLO - WORLEYPARSONS